Quem sofre com a alta demanda para entregar peças sabe da importância de otimizar a produção de artes.

A busca para acelerar a criação e ser mais produtivo é a chave para designers e profissionais de marketing conseguirem entregar todos os projetos no prazo.

Neste conteúdo você vai conhecer um checklist, uma lista fundamental do que é necessário fazer para potencializar sua produtividade e organizar suas demandas no dia a dia. Leia o texto até o final e confira!

Leia por tópicos ⬇

Por que otimizar a produção de artes?
Checklist para otimizar as artes
Benefícios da otimização

Afinal, por que você deveria otimizar a produção de artes?

A resposta mais óbvia é para reduzir o trabalho operacional e dar conta do grande volume de demandas que não param de chegar. 

Um cenário em que você se encontra mergulhado em tarefas sempre é exaustivo. E o pior: não há tempo e espaço para pensar em projetos que visam alcançar metas.

Dessa forma, o seu time de marketing sempre será visto apenas como uma área de suporte e não como deveria ser: uma área estratégica para aumentar a notoriedade da marca no mercado.

Checklist para otimizar artes

Agora que você já sabe da importância em ter uma rotina mais otimizada para entregar as tarefas no prazo e ter um dia a dia mais saudável no marketing, é hora de conhecer um checklist que você e sua equipe precisam ter em mãos.

Essa é uma lista de tarefas e/ou processos para simplificar a produção na criação. Confira!

1) Padronize Briefings

Receber um bom briefing pode parecer luxo, mas deve ser uma obrigação dentro do processo de solicitação e criação. 

Um modelo de briefing pode ajudar a estabelecer esse processo no dia a dia. Quem trabalha com marketing sabe bem o valor de receber um documento completo para executar um projeto. O resultado é mais velocidade e qualidade, além de reduzir o retrabalho. 

produção de artes no marketing pode ser descomplicada e dentro do padrão de marca
Exemplo de template criado no Deskfy. Ferramenta possibilita oferecer autonomia sem perder padrão de marca.
2) Utilize templates

Essa é a melhor saída para simplificar um número grande de demandas. Template é um modelo de arquivo visual responsável por criar um padrão para um determinado formato de peça gráfica

Com alguns modelos já prontos, você faz rápidas alterações e não perde mais tanto tempo criando tudo do zero. 

Além disso, com templates prontos tudo se torna mais simples para o solicitante personalizar o material por conta própria.

Assim, é possível reduzir o número de pedidos, além dele não precisar esperar a tarefa ser executada. Mas, nesse caso, lembre-se de garantir que as peças continuem no padrão de marca.

3) Treine sua equipe e sua rede

Manter o padrão de marca é importante, mas para isso, é preciso que a equipe de marketing se comunique e demonstre o que pode ou não fazer.

Seja com treinamentos periódicos ou com materiais, como um manual de marca, que explique as regras de aplicação e uso das artes.

Um bom começo é promover workshops e apresentações de casos de uso com outras áreas (clientes internos) para demonstrar como o manual de identidade visual pode ser aplicado por eles, sem fugir do padrão da marca.

E esse movimento deve se estender para clientes externos. No caso de rede de franquias, esse processo gera autonomia e oferece agilidades na criação de peças corriqueiras. 


4) Disponibilize seu brandbook

O manual de marca é uma peça-chave para que todos da empresa entendam as regras. Além disso, ele é um guia que também facilita o dia a dia do designer, pois ele contém regras e direcionamentos do que pode e não pode ser feito nas artes. 

Ele é considerado a bíblia da sua marca, e quando se tem regras fica mais claro e rápido o caminho a se seguir na criação

Porém, mais importante do que ter um brandbook guardado na gaveta do marketing, é torná-lo acessível para que todas as áreas consultem, usem e apliquem no dia a dia. Afinal, um manual bem feito , mas que não é usado no dia a dia, não tem função efetiva.

5) Use um Workflow (fluxo de trabalho)

Quando você, sua equipe e outros setores centralizam as demandas em um só lugar não é necessário perder tempo gerenciando vários pontos de contato. 

Com um fluxo de trabalho bem estabelecido é possível acompanhar o status da tarefa e quem é o responsável.

Isso aumenta consideravelmente, por exemplo, a garantia de que processos com etapas sequenciais bem definidas sejam realizados na ordem correta dentro do negócio. 

Além, é claro, de diminuir gargalos nos processos, aprimorar o alinhamento interno de demandas e possibilitar a centralização de diferentes fluxos de trabalho em um só lugar.

6) Conte com ferramentas de marketing

Por último, mas não menos importante, ter as ferramentas de marketing certas podem acelerar a sua produtividade e a facilitar a produção de artes.

Hoje em dia no mercado há diversos softwares, como o Deskfy, que ajudam a personalizar templates e compartilhar os materiais de divulgação onde você desejar. Pesquise bastante e faça uma boa escolha.

Mas, lembre-se de pesquisar ferramentas que ofereçam recursos que atendam sua necessidade para não precisar gerir diversas ferramentas que não entreguem integração. 

Benefícios da otimização dos processos de marketing

Já há no mercado diversas ferramentas que podem oferecer mais produtividade. Mas, se engana quem acredita que só quem vai se beneficiar da otimização na produção de artes é o time de marketing, designers e trade marketing.

Os solicitantes também saem ganhando se o setor executar o projeto com mais agilidade, sem esquecer da qualidade. 

Afinal, em um mundo volátil e cada vez mais acelerado, quanto mais rápido colocar as campanhas no ar e distribuir os materiais para o seu público-alvo, mais oportunidades serão geradas.

Confira alguns benefícios:

Para o marketing(designers, trade marketing e analistas):

  • Menos trabalho operacional repetitivo
  • Briefings padronizados e mais completos
  • Mais tempo para focar em projetos estratégicos
  • Tarefas entregues dentro do prazo
  • Processos estabelecidos ajudam a aumentar a qualidade das peças

Para solicitantes (franqueados, outros setores):

  • Acompanhar o status e o responsável da tarefa
  • Ter autonomia para personalizar templates
  • Gerar mais oportunidades com agilidade
  • Ter um modelo padronizado de briefing para preencher

Resumindo, fica claro que otimizar seu processo de produção de artes é um grande passo para equipes de marketing que vivem sufocadas por demandas que não param de chegar

Mas, ao usar esse checklist, é provável que outros setores da sua empresa e os solicitantes de projetos também se beneficiem e tenham mais agilidade para gerar novas oportunidades.